conecte-se conosco

Ministério Público MT

Projeto é apresentado a instituições e unidades prisionais de MT

Publicado


O projeto Reconstruindo Sonhos foi apresentado nesta quinta-feira (10) em reunião realizada entre representantes do Ministério Público, Poder Judiciário, Defensoria Pública, Secretaria de Administração Penitenciária, Segurança Pública, unidades prisionais e o Instituto Ação Pela Paz. Já nos trâmites finais de formalização, a iniciativa iniciará em breve.

De acordo com a coordenadora do Centro de Apoio Operacional Criminal e da Execução Penal,  promotora de Justiça Josane Fátima de Carvalho Guariente, o projeto é uma iniciativa do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, com a parceria de várias instituições. O objetivo é fortalecer a ressocialização dos reeducandos, promovendo o reingresso ao convívio social por meio da qualificação e habilitação para o mercado de trabalho.

“A ideia surgiu durante a elaboração do Planejamento Estratégico do MPMT, que tem entre seus objetivos o fortalecimento da ressocialização e a redução da prática delituosa. A metodologia utilizada contribuirá para o empoderamento e para a compreensão do sentido da vida de reeducandos e reeducandas, além da formação profissional”, resumiu a promotora de Justiça.

Durante a reunião, que também  contou com  a participação da coordenadora adjunta do CAO Criminal e da Execução Penal, promotora de Justiça Ludmilla Evelin de Faria Sant’Ana Cardoso, foi destacado que caberá às unidades prisionais apenas a disponibilização de uma sala com capacidade para 15 pessoas e a designação de um servidor que tenha o perfil indicado para o projeto.  A proposta é que os multiplicadores da iniciativa, que também vão incluir voluntários, passem por capacitação promovida pelo Instituto Ação pela Paz, um dos parceiros do projeto.

Leia mais:  Acordo de não persecução cível destina R$ 200 mil à saúde

Segundo a diretora executiva do Instituto Ação pela Paz, Maria Solange Rosalem Senese, a capacitação contemplará 12 encontros virtuais, sendo um por semana. Serão abordadas questões relacionadas à vida em sociedade e comunicação, traumas, visão de homem, valores humanos, humanização, família, perspectivas de futuro, relação interpessoal e trabalho. “Além da discussão relacionada a cada tema, a formação on-line inclui um questionário para validação das informações e indicações de leituras complementares”, adiantou.

Fonte: MP MT

publicidade

Ministério Público MT

MP notifica igreja a adotar medidas para evitar contágio pela Covid-19

Publicado


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por intermédio da Promotoria de Justiça de Cláudia, notificou os organizadores do “1º Rachão de MTB Realizações – Jovens Elite de Cláudia “ para que adotem todas as medidas de biossegurança para evitar o avanço da Covid-19. O evento ciclístico será realizado por uma igreja do município no dia 15 de agosto e deve reunir aproximadamente 150 pessoas.

Entre as recomendações, o MP orienta que a instituição obedeça as obrigações do Decreto Municipal de Cláudia n.542/2021 e que adote ações de higienização a fim de evitar a propagação do vírus, tais como a exigência do uso de máscara a todos os participantes, organizadores e expectadores, e disponibilizar recipientes de álcool em gel em fácil acesso para todos. Além disso, os realizadores deverão atentar-se para evitar aglomerações em momentos como o ponto de largada e entrega dos prêmios, devendo interromper a programação caso ela ocorra, dentro ou fora do local do evento.

A promotora de Justiça Andréia Bezerra de Menezes ressalta que aqueles que insistirem no descumprimento das normas sanitárias poderão responder pelo crime de medida sanitária preventiva. Foi concedido o prazo de 02 dias aos requeridos para manifestação.

Leia mais:  Liminar estabelece prazo para regularização de cemitérios

Segundo dados do Painel Epidemiológico de 21 de julho de 2021, a taxa de ocupação dos leitos públicos de UTI em Mato Grosso está em 66,01% e o município de Cláudia está classificado em risco moderado, conforme dados expostos pela Secretaria Estadual de Saúde.

(Com supervisão da jornalista Clênia Goreth)

Fonte: MP MT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana