conecte-se conosco

Prefeitura Várzea Grande MT

Projetos de escolas da rede municipal valorizam aspectos culturais de Várzea Grande

Publicado


Emeb júlio Corrêa -projeto

Durante todo o mês de maio, quando se comemorou o aniversário de Várzea Grande, as escolas da rede municipal de ensino realizaram várias atividades com os alunos sobre o tema, valorizando a história e cultura várzea-grandense. Uma dessas escolas é a Júlio Corrêa, localizada no bairro São Mateus, que realizou nesta sexta-feira (11.06) a culminância dos trabalhos do projeto Várzea Grande “Meu Bem Querer, Terra de Todos os Povos”.

O evento contou com a presença da primeira-dama do município, a promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, do secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, do vereador Enfermeiro Emerson, da superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho, e de técnicos da Secretaria.  

Conforme explicou o secretário Silvio Fidelis, durante o mês de maio as unidades de ensino da rede municipal trabalharam o tema sobre o aniversário de Várzea Grande, fazendo um resgate da história, da cultura, da gastronomia e de tudo que diz respeito à cidade. “Os professores foram orientados pela direção e coordenação pedagógica a incentivar a leitura e buscar materiais que mostrassem a história do município, evidenciando a importância da música, da dança, da gastronomia, e o resultado final desses trabalhos e de todo esse envolvimento puderam ser mostrados nas culminâncias, como está ocorrendo aqui hoje”.

Leia mais:  Alvará com descontos de 20% e 10% e parcelado em até três vezes sem juros

A diretora da escola, Daluza Benedita de Arruda, explica que o tema foi trabalhado com os alunos em produções de textos, poesias, acrósticos e desenhos.  “O objetivo do projeto é resgatar a identidade de Várzea Grande, valorizando a nossa cultura, a nossa culinária, ou seja, as coisas tradicionais do município”.

A diretora lembrou que a escola Júlio Corrêa foi inaugurada há 23 anos, no mesmo dia do aniversário de Várzea Grande, e nada poderia ser mais especial do que fazer uma homenagem à cidade. “É muito gratificante ter a presença da primeira-dama aqui na nossa escola nesse dia. Ela veio engrandecer ainda mais o que o nosso prefeito está fazendo pela nossa cidade, que é valorizar a nossa educação, nossa cultura, esporte e lazer”.

A primeira-dama elogiou o trabalho da escola e destacou a importância de trabalhar o tema com os alunos desde cedo para que conheçam a cultura local e ela nunca seja apagada. “Parabenizo o secretário Silvio Fidelis por ter esse olhar para a cultura do município. É muito importante que as crianças e os adolescentes cresçam conhecendo e valorizando o nosso artesanato, a nossa comida, as nossas festas tradicionais, porque um povo sem cultura é um povo sem história. Fico muito feliz em perceber que desde cedo a educação municipal está valorizando todos os aspectos da cultura várzea-grandense”.

Leia mais:  Várzea Grande amplia atuação para combate a Dengue, Zika e Chikungunya

Kika Dorilêo destacou ainda que se sente feliz em ver que, mesmo nesse período de pandemia, a escola não parou e que os professores e o município se fizeram presentes na vida dos alunos. “Todos esses trabalhos demonstram que vocês foram vitoriosos e conseguiram, mesmo nesse período difícil, continuar exercendo a função de vocês que é a de educar”, ressaltou.

“Hoje, vejo aqui nessa escola, em cada detalhe e em cada trabalho aqui exposto e apresentado, que vocês fizeram isso com muito esmero e conseguiram fazer, efetivamente, com que a educação municipal não parasse e que os alunos do município continuassem sendo atendidos”, destacou a primeira-dama. 

publicidade

Prefeitura Várzea Grande MT

Educação promove formação para Técnicos de Suporte Administrativo com foco no retorno das aulas

Publicado


Visando preparar os profissionais da educação da rede municipal de ensino para o retorno das aulas presenciais, que serão de forma híbrida a partir do dia 02 de agosto, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel) tem promovido várias formações. Entre elas está a formação continuada para os Técnicos de Suporte Administrativo Educacional (TSAEs – Serviços Gerais), realizada entre os dias 21 e 23 de julho.

Ao todo, participaram 350 TSAEs, divididos em seis turmas para evitar a aglomeração. Todos receberão certificados de participação com carga horária de 10 horas. A formação foi coordenada pelas Superintendências Operacional do Sistema Escolar e Pedagógica e contou também com a participação da equipe da Superintendência de Esporte e Lazer com as aulas de ginástica laboral.

Os temas abordados foram: higiene; higienização, limpeza e esterilização; limpeza de áreas; equipamentos de proteção individual; orientação em casos de acidentes biológicos; entendendo seu propósito, atribuições e a sua importância; empatia, ouvir e se comunicar de maneira assertiva; autoestima, autoconfiança e as relações de trabalho; a importância do nosso sentir; o corpo fala; solucionando conflitos com a comunicação positiva; autorresponsabilidade, autocrítica e autocobrança; e ferramenta de disciplina positiva.

Durante a formação foi destacada a importância da preparação dos ambientes escolares para o retorno das atividades escolares, fazendo a desinfecção das salas de aula, salas dos professores, sala dos diretores e supervisores, biblioteca, cantina, banheiros, entre outros. O uso do álcool 70%, do detergente e da solução clorada foram apontados como itens importantes para limpeza e desinfecção dos ambientes, alimentos e objetos.

Foi destacado ainda o uso de equipamentos de proteção individual (máscara, luvas, avental, botas de PVC) e o passo a passo para uma correta lavagem das mãos.

Segundo a coordenadora de Formação, Vanilda Mendes, a iniciativa tem por objetivo fazer um acolhimento a esses profissionais que serão de suma importância para que a biossegurança seja realmente obedecida em cada unidade. “Entendemos que se o servidor está de bem consigo mesmo, com certeza ele também estará bem para desenvolver o seu trabalho e receber os alunos com alegria e segurança”, ressaltou.

Leia mais:  Primeira-dama anuncia projeto de criação do Conselho Municipal da Atenção à Diversidade de Várzea Grande

Uma das propostas do curso é que cada grupo de servidores, que participaram da formação, faça, juntamente com os gestores das unidades de ensino, um protocolo de como vão colaborar para que a biossegurança realmente funcione em suas unidades. “Essa é uma maneira de todos participarem desse processo de retorno”, acrescentou Vanilda Mendes.

A superintendente Operacional do Sistema Escolar, Benedita Santana Ponce, destacou que a formação para o retorno das aulas presenciais já foi realizada com os técnicos de alimentação escolar (merendeiros), com os TSAEs e com os articuladores e monitores do Programa Escola em Tempo Ampliado (ETA). “A Secretaria está preparando a formação para profissionais de outros cargos também, pois entendemos que todos precisam estar preparados para esse retorno”, observou.  

O secretário Silvio Fidelis destacou que todas as medidas e protocolos estão sendo tomados para que o retorno das aulas presenciais seja de forma segura, tanto para os alunos como para os profissionais da educação. Fidelis lembrou que já foi encaminhado para as unidades educacionais o Plano Estratégico para Retorno das Atividades Escolares, com as normas orientativas para a implantação do ensino híbrido.

“O ano de 2020 não foi fácil e 2021 também não está sendo, mas estamos nos organizando e trabalhando para que a educação e os nossos alunos não sejam prejudicados em Várzea Grande. Nós, do comitê de enfrentamento ao novo coronavírus, estamos nos reunindo com frequência para acompanhar e discutir sobre as melhores medidas a serem tomadas”, disse o secretário.

A TSAE Rosimeire Corrêa, que há 19 anos atua na Emeb José Estejo de Campos, disse que está ansiosa para o retorno dos alunos para a sala de aula, mas sabe que agora os cuidados, principalmente com a higienização dos espaços, terão que ser redobrados. “Estamos preparados para cuidar bem da escola e receber os alunos com o maior cuidado e segurança. Acredito que o mais difícil será trabalhar com as crianças o distanciamento social, pois sempre trabalhamos com elas a socialização e agora será bem diferente. Mas, se todos trabalharmos juntos, vamos conseguir”, destacou.

Leia mais:  Lucimar e Kalil sinalizam por IML e Politec para atender vítimas de violência doméstica

Luciana Gomes Jardim, TSAE na Emeb Air Addor, também diz que está preparada para o retorno dos alunos. “Teremos que ter cuidado redobrado para proteger os alunos e a nós também”, disse a TSAE, destacando que na formação gostou muito das orientações dos professores do Esporte e Lazer em relação aos exercícios de alongamento e para acabar com as dores físicas. “Nosso trabalho exige muito esforço físico e essas orientações vão nos ajudar muito”.

Eva Aparecida Oliveira Silva, que também está há 19 anos na rede municipal e hoje trabalha no Cmei Nossa Senhora da Guia, ressaltou que todos terão que somar forças para enfrentar a pandemia. “Agradeço pela oportunidade de fazer essa formação, que é muito importante para nós, principalmente nesse período de pandemia.

Ela destacou ainda que as formações promovidas pela Smecel valorizam os profissionais da educação, tanto como ser humano como profissional. “Nos motiva e nos incentiva a fazer e buscar sempre o melhor. Foi através dos incentivos que recebi nas formações que procurei mais conhecimento e crescer profissionalmente. Hoje sou formada em pedagogia e essa oportunidade foi fruto do meu trabalho como serviços gerais. A rede me deu a oportunidade e eu corri atrás”.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana