conecte-se conosco

Nacional

RJ: Justiça determina que Cedae mostre relatórios sobre qualidade da água

Publicado


source

Agência Brasil

Cedae
Tomaz Silva / Agência Brasil

Cedae

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) deverá apresentar relatório para informar de forma detalhada a metodologia usada para analisar os parâmetros de gosto e odor da água distribuída pela empresa no município.

A determinação é da juíza da 8ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Alessandra Tufvesson Peixoto, que concedeu liminar em resposta à ação aberta em 2020 pela Defensoria Pública do Rio e o Ministério Público para que a companhia regularizasse o fornecimento de água na capital, após os problemas com a substância  geosmina, que começaram no início do ano passado.

A geosmina é um composto orgânico produzido por micro-organismos presentes no solo, como bactérias e fungos, ou na água, como as cianobactérias. Naquele período, consumidores reclamaram da qualidade da água, que chegava com mau cheiro, cor marrom e gosto de terra. A magistrada decidiu que a Cedae deve entregar os relatórios das ouvidorias sobre falta d’água e sua potabilidade.

Leia mais:  Após terem perfis suspensos pelo STF, bolsonaristas criam contas alternativas

Você viu?

Os documentos são posteriores à falta de abastecimento, que v oltaram a incomodar os consumidores em dezembro , quando uma operação de reparo da Elevatória do Lameirão, na zona oeste do Rio, provocou problemas no fornecimento.

Muitos consumidores ficaram sem água no período. Nas obras, a Cedae precisou trocar o motor que bombeava a água na elevatória. Houve atrasos e os consumidores tiveram o abastecimento interrompido em vários bairros do Rio e, ainda, nos municípios de São João de Meriti, Nilópolis e Mesquita, na Baixada Fluminense.

“Neste cenário, é imperiosa a concessão, parcial ao menos, do pedido liminar aqui veiculado, dada a necessidade de se conhecer a adequação do PH da água distribuída pela executada, se há acidez, e demais padrões de potabilidade, tanto que questionados a partir das reclamações apresentadas por seus consumidores”, decidiu a juíza.

Conforme a magistrada, as informações expostas no documento vão permitir a análise dos pedidos feitos na petição inicial do processo, que foi impetrado pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública.

Em resposta, a Cedae informou que até o momento “não foi intimada a respeito da decisão mencionada” e acrescentou que “todos os esclarecimentos serão prestados em juízo dentro do prazo estabelecido”.

publicidade

Nacional

Empresários dizem que vídeos de incêndio no Cerrado estão “espantando turistas”

Publicado


source
Mensagem enviada por comerciante a página que apoia preservação da Chapada dos Veadeiros
Reprodução

Mensagem enviada por comerciante a página que apoia preservação da Chapada dos Veadeiros

Enquanto bombeiros, brigadistas e voluntários seguem há dez dias combatendo  focos de incêndio na área da Chapada dos Veadeiros , em Goiás, um grupo de empresários locais tem tentado convencer páginas dedicadas à preservação do Cerrado brasileiro de que é melhor não divulgar informações sobre as queimadas que têm acontecido, sob o argumento de que isso “tem espantado os turistas”. Nesta terça-feira (21) — Dia da Árvore —, um desses perfis compartilhou algumas dessas mensagens enviadas.

“Parem de publicar esses vídeos do fogo, estão espantando os turistas”, escreveu um empresário por mensagem direta a uma página dedicada à Vila de São Jorge, povoado da Chapada. Outro, disse que as  queimadas são normais no Cerrado: “O turista é nossa principal fonte de renda. Se espalhar essa história, que é normal por aqui, vamos ter que fechar as portas. Já basta essa pandemia”, escreveu outro comerciante local. A página, então, comentou: “Mensagens como deste empresário são frequentes por aqui. Surreal, não?”.

Empresário pede para 'não espalhar' sobre incêndio
Reprodução

Empresário pede para ‘não espalhar’ sobre incêndio


Sem trégua

Ao longo de mais de uma semana, diversas páginas, ONGs e moradores têm, não só divulgado imagens diárias dos trabalhos contra o fogo , como também apoiado o Corpo de Bombeiros, o Instituto Chico Mendes de Proteção à Biodiversidade (ICM-Bio) e brigadistas do PrevFogo (frente ligada ao Ibama) no combate aos incêndios em áreas do Cerrado, em equipes, em média, formadas por cerca de 150 pessoas.

Leia mais:  Ex-cunhada de Bolsonaro recebeu seis depósitos de assessores do presidente

No último dia 12 de setembro, mais de cem turistas precisaram ser retirados às pressas da Chapada dos Veadeiros depois de terem ficado isolados pelo fogo no Vale da Lua. Até a última atualização, 14 mil hectares já haviam sido destruídos pelo fogo. Procurado, o Corpo de Bombeiros ainda não atualizou sobre a situação nesta terça.


“Com os novos focos de ontem (segunda-feira, 20) que adquiriram grandes proporções, muitos dias de combate ainda virão pela frente. Todos estão torcendo por uma chuva prometida pela meteorologia”, comentou a página Rede contra Fogo, de brigadistas voluntários, nesta terça-feira.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana