conecte-se conosco

Nacional

RS e SC pode ter possibilidade de neve nesta semana por causa de frente fria

Publicado


source
RS e SC pode ter possibilidade de neve nesta semana por causa de frente fria
Reprodução/Twitter

RS e SC pode ter possibilidade de neve nesta semana por causa de frente fria

Uma nova massa de ar frio intensa, de origem polar, se aproxima do Brasil devendo atingir o Sul do país a partir de amanhã (26), com chuva nos três estados da região. A expectativa é de que, na terça-feira (27), essa massa se desloque por partes do Sudeste e do Mato Grosso do Sul.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), esta é a terceira massa de origem polar a atuar no país este ano, devendo durar até pelo menos o dia 1º de agosto.

Após passar pelas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, ela deverá chegar no sudoeste da região amazônica, onde provavelmente será caracterizada como “episódio de friagem”.

O Inmet informa que, ainda no dia 27, a Região Sul deverá apresentar “declínio acentuado das temperaturas máximas” e, nos dias seguintes (28 e 29), o ar frio deverá avançar pelo oeste do Brasil (Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e sul da Amazônia Legal) e também sobre São Paulo, atingindo, nos dias 29 e 30, o restante do Sudeste e as demais áreas do Centro-Oeste.

Leia mais:  Idosa é flagrada dirigindo carrinho elétrico em rodovia de SP; veja vídeo

Você viu?

“Muito provavelmente, teremos um outro episódio de frio intenso (similar ou mais forte do que o evento do final de junho)”, informa o Inmet.

Temperaturas negativas

As mínimas previstas são de – 6ºC e – 8°C em uma ampla área da Região Sul na manhã do dia 30. Há também indicativo de temperaturas menores do que – 8°C nas áreas de maior altitude do Sul.

O Inmet não descarta uma nova ocorrência de neve nas serras Catarinense e Gaúcha, entre os dias 29 e 30.

“Caso essas previsões, persistam, muito possivelmente, haverá formação de ampla geada (de intensidade forte) em praticamente toda a Região Sul, sul do Mato Grosso do Sul e sudeste de São Paulo. No entanto, para as demais áreas do Centro-Oeste e Sudeste (principalmente Serra da Mantiqueira, divisa entre São Paulo e Minas Gerais), ainda haverá condições de nebulosidade persistente e/ou chuva fraca que inibiriam a formação de geada”, complementa, em nota, o Inmet.

Leia mais:  Farmacêutica CanSino busca negociar vacinas contra a Covid-19 com o Brasil

publicidade

Nacional

Empresários dizem que vídeos de incêndio no Cerrado estão “espantando turistas”

Publicado


source
Mensagem enviada por comerciante a página que apoia preservação da Chapada dos Veadeiros
Reprodução

Mensagem enviada por comerciante a página que apoia preservação da Chapada dos Veadeiros

Enquanto bombeiros, brigadistas e voluntários seguem há dez dias combatendo  focos de incêndio na área da Chapada dos Veadeiros , em Goiás, um grupo de empresários locais tem tentado convencer páginas dedicadas à preservação do Cerrado brasileiro de que é melhor não divulgar informações sobre as queimadas que têm acontecido, sob o argumento de que isso “tem espantado os turistas”. Nesta terça-feira (21) — Dia da Árvore —, um desses perfis compartilhou algumas dessas mensagens enviadas.

“Parem de publicar esses vídeos do fogo, estão espantando os turistas”, escreveu um empresário por mensagem direta a uma página dedicada à Vila de São Jorge, povoado da Chapada. Outro, disse que as  queimadas são normais no Cerrado: “O turista é nossa principal fonte de renda. Se espalhar essa história, que é normal por aqui, vamos ter que fechar as portas. Já basta essa pandemia”, escreveu outro comerciante local. A página, então, comentou: “Mensagens como deste empresário são frequentes por aqui. Surreal, não?”.

Empresário pede para 'não espalhar' sobre incêndio
Reprodução

Empresário pede para ‘não espalhar’ sobre incêndio


Sem trégua

Ao longo de mais de uma semana, diversas páginas, ONGs e moradores têm, não só divulgado imagens diárias dos trabalhos contra o fogo , como também apoiado o Corpo de Bombeiros, o Instituto Chico Mendes de Proteção à Biodiversidade (ICM-Bio) e brigadistas do PrevFogo (frente ligada ao Ibama) no combate aos incêndios em áreas do Cerrado, em equipes, em média, formadas por cerca de 150 pessoas.

Leia mais:  Farmacêutica CanSino busca negociar vacinas contra a Covid-19 com o Brasil

No último dia 12 de setembro, mais de cem turistas precisaram ser retirados às pressas da Chapada dos Veadeiros depois de terem ficado isolados pelo fogo no Vale da Lua. Até a última atualização, 14 mil hectares já haviam sido destruídos pelo fogo. Procurado, o Corpo de Bombeiros ainda não atualizou sobre a situação nesta terça.


“Com os novos focos de ontem (segunda-feira, 20) que adquiriram grandes proporções, muitos dias de combate ainda virão pela frente. Todos estão torcendo por uma chuva prometida pela meteorologia”, comentou a página Rede contra Fogo, de brigadistas voluntários, nesta terça-feira.

Continue lendo

Mais Lidas da Semana