conecte-se conosco

Nacional

Segunda onda da Covid-19 pode ter chegado a 4 estados, segundo Fiocruz

Publicado


source
cruzes de cemitério enfileiradas
Reuters/BBC

Casos de SRAG aumentaram na última semana; doença é relacionada à Covid-19


Os estados do Amapá, Ceará, Maranhão e Rio de Janeiro podem estar vivenciando uma  segunda onda da Covid-19 . É o que indicam dados publicados hoje (23) pelo Boletim InfoGripe da Fiocruz.


De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), os registros semanais de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aumentaram nessas localidades entre as datas de 12 e 18 de julho.

Segundo os estudiosos, esse números voltaram a crescer após um processo de queda. Esses estados, então, registraram picos do novo coronavírus em suas situações epidemiológicas.

À Agência de Notícias Fiocruz, o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes, afirmou que casos computados como SRAG seguem “sendo fortemente associados à Covid-19. “Entre os casos com resultado positivo para os vírus respiratório testados, 96,7% dos casos e 99,1% dos óbitos retornaram positivo para o novo coronavírus”, explicou.

Leia mais:  CPI contra Salles ganha apoio na Câmara dos Deputados após operação da PF

O Amapá registrou alta de 65 casos semanais em seu pico da pandemia . O número foi reduzido para 35, mas voltou a atingir o 59. No Ceará, segundo estado mais impactado pela pandemia, o pico foi de 2.048, que passaram a ser 813 e agora voltam a 871.

No caso do Maranhão, alta de casos fechou em 378 e decaiu para 150, retomando agora para 167. E no Rio de Janeiro, a alta foi de 2.844, abaixou para 1.154 e voltou com 1.367.

publicidade

Nacional

Navio se choca com estação de balsas no litoral de São Paulo; veja os vídeos

Publicado


source
Navio se choca com estação de balsas no litoral de São Paulo
Reprodução

Navio se choca com estação de balsas no litoral de São Paulo

Um navio de carga supostamente desgovernado se chocou com um píer onde ficam ancoradas as balsas que fazem a  travessia  entre Santos e Guarujá, no litoral de São Paulo, na tarde deste domingo.

De acordo com o Departamento Hidroviário, travessia ficou paralisada por cerca de 1h20 devido ao acidente. Ninguém se feriu.

A Capitânia dos Portos, em Santos, informou que uma equipe de peritos está no local para avaliar os danos feitos na área de embarque de bicicletas, que dá acesso às balsas, e também no navio, que ficou avariado.

Segundo a capitânia, o navio da Hamurg Süd levava contêineres, mas não há detalhes sobre o conteúdo embarcado.

Você viu?

Segundo o portal G1, o acidente ocorreu por volta de 14h, no terminal de travessia de balsas de bicicletas. Um navio de carga colidiu e destruiu o píer de atracação.

Leia mais:  Comissão da Câmara cobra Inep para reaplicar Enem a estudantes impedidos

Ainda não há informações do que provocou o acidente. As causas serão averiguadas pela Capitania dos Portos e Marinha.

Equipes do Departamento Hidroviário trabalharam para retomar o serviço, que voltou a funcionar por volta das 15h.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram o momento em que o barco atinge o píer. Assustadas, algumas pessoas correm.

O navio Cap San Antonio, de bandeira dinamarquesa, havia saído de um dos terminais de Santos e seguiria para o Porto de Paranaguá. Com 8,9 metros de calado, a embarcação foi construída em 2014. Tem 333 metros de comprimento e 48,3 de largura. Sua capacidade é de 10.500 TEU (Twenty feet Equivalent Unit/ ou unidade equivalente a um contêiner de 20 pés).

Leia mais:  Bolsonaro faz publicação sobre exército argentino e Fernández responde

Continue lendo

Mais Lidas da Semana