conecte-se conosco

Política Nacional

Suplementação orçamentária de R$ 19,8 bilhões é sancionada

Publicado


O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira (10) a lei que abre crédito suplementar ao Orçamento da União no valor de R$ 19,8 bilhões.

A suplementação foi aprovada pelo Congresso Nacional no dia 1º deste mês. O valor recompõe as despesas primárias que foram reduzidas pelo Congresso na votação do projeto da Lei Orçamentária Anual de 2021.

A recomposição foi viabilizada depois do veto presidencial à Lei Orçamentária Anual, em abril, como forma de abrir espaço para novas despesas, que não tinham previsão orçamentária para serem cumpridas, de acordo com projeções do Ministério da Economia. 

O crédito suplementar será distribuído para o pagamento de benefícios previdenciários, seguro-desemprego, parcelas do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e subvenção para agricultura sustentável, entre outros programas. 

Edição: Nádia Franco

Leia mais:  Relatora de nova Lei de Segurança Nacional pede espera em ações contra lei atual
publicidade

Política Nacional

Compra de vacina Covaxin não tinha garantia, indicam documentos apreendidos

Publicado


source
Precisa Medicamentos era intermediadora de vacina indiana
Divulgação

Precisa Medicamentos era intermediadora de vacina indiana


O Ministério da Saúde fechou o contrato de compra da vacina Covaxin sem que a Precisa Medicamentos tivesse qualquer garantia do laboratório fabricante. Isso é o que indicam documentos apreendidos pela Polícia Federal (PF) .

Segundo o Jornal Nacional, a Precisa nunca apresentou o contrato firmado com o laboratório indiano Bharat Biotech, responsável pela produção do imunizante. Após diversas irregularidades apontadas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, o governo federal cancelou o contrato.

Leia mais:  Juiz de ação contra Flávio Bolsonaro nega amizade com advogado de senador
Continue lendo

Mais Lidas da Semana