conecte-se conosco

Prefeitura Várzea Grande MT

Várzea Grande realiza campanha alusiva à erradicação do trabalho infantil

Publicado


Ações alusivas ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado nacionalmente em 12 de junho, estão programadas para ocorrer durante todo este mês de junho, em Várzea Grande. O objetivo é de orientar e sensibilizar sobre os riscos do trabalho infantil para crianças e adolescentes. 

“Se a prevenção é o melhor caminho, Várzea Grande está no caminho certo. A campanha de Erradicação do Trabalho Infantil é uma ação de conscientização da Secretaria de Assistência Social e uma preocupação do prefeito Kalil Baracat, que nos pediu para chamar atenção para o problema do trabalho infantil, que atrapalha a vivência integral da infância, o desenvolvimento de crianças, dificulta a aprendizagem e torna-os vulneráveis, favorecendo para outras violações de direitos”, explicou a secretária de Assistência Social, Eliamara Araújo. 

A gestora também acrescentou que, durante todo o ano, são executadas ações regulares com o objetivo de combater o trabalho infantil e dar assistência às famílias, bem como orientar sobre tema. “Mas neste mês de junho, especificamente, reforçamos o assunto com a Campanha de Erradicação do Trabalho Infantil. É um trabalho muito importante, principalmente no momento em que vivemos, de pandemia da Covid-19, onde muitas famílias perderam seus empregos e isso pode ser um fator agravante para a situação de vulnerabilidade dos mesmos”, explicou a secretária de Assistência Social, Eliamara Araújo. 

Leia mais:  Kalil sanciona lei de ingresso em Consórcio e deposita R$ 5 milhões para comprar vacinas

Dia 11 de junho, às 9h, será realizada a live “Combate ao Trabalho Infantil” com o promotor titular da 2ª Promotoria de Justiça de Várzea Grande, Douglas Lingiardi Strachicini. Dias 11 e 18, no período da tarde, ocorrerá panfletagem e abordagem social, na região central da cidade. E a campanha de Erradicação do Trabalho Infantil encerra com o “dia D”, também com panfletagem e abordagem social em frente aos Centros de Referência e Assistência Social nos bairros, os Creas. 

“A campanha iniciou com uma ação no aterro sanitário, no dia 1º de junho. Além de orientações às famílias que vivem lá, sobre a erradicação do trabalho infantil, levamos informações sobre o Cadastro Único, do Bolsa Família. E, também pudemos ouvir demandas das pessoas e da Associação de Catadores, ação que fortalece os vínculos para construção de novas estratégias de atendimento a esse público que atua em diferentes horários no local”, detalha a coordenadora de Proteção Social Especial e responsável pela campanha, Katlin Oliveira Calmon.

Segundo Katlin Calmon, a programação ainda prevê a divulgação de um vídeo em homenagem à coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil no município, Rogina Marques de Arruda, que morreu em decorrência da Covid-19. “Ela era pedagoga, servidora de carreira da Prefeitura e também presidente do Conselho Municipal dos Idosos. Muito dedicada, realizava trabalhos voltados para crianças, adolescentes e idosos, visando a melhoria na qualidade de vida das famílias”.

Leia mais:  Educação realiza primeira reunião pedagógica e administrativa de 2021 com gestores

 A campanha é realizada pela Prefeitura de Várzea Grande, através da Secretaria de Assistência Social, em parceria com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Defensoria Pública Estadual, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Guarda Municipal, Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (CETRAP), além dos serviços de Proteção Social Especial e de Proteção Social Básica. 

Dados – De acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, existem 2,4 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil no Brasil. Em Mato Grosso, de acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos e Notificação do Ministério da Saúde, foram registrados 671 acidentes graves na faixa etária dos 05 aos 17 anos no período de 2007 a 2019 e 12 acidentes fatais.

publicidade

Prefeitura Várzea Grande MT

Projetos de escolas da rede municipal valorizam aspectos culturais de Várzea Grande

Publicado


Durante todo o mês de maio, quando se comemorou o aniversário de Várzea Grande, as escolas da rede municipal de ensino realizaram várias atividades com os alunos sobre o tema, valorizando a história e cultura várzea-grandense. Uma dessas escolas é a Júlio Corrêa, localizada no bairro São Mateus, que realizou nesta sexta-feira (11.06) a culminância dos trabalhos do projeto Várzea Grande “Meu Bem Querer, Terra de Todos os Povos”.

O evento contou com a presença da primeira-dama do município, a promotora de Justiça Kika Dorilêo Baracat, do secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, do vereador Enfermeiro Emerson, da superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho, e de técnicos da Secretaria.  

Conforme explicou o secretário Silvio Fidelis, durante o mês de maio as unidades de ensino da rede municipal trabalharam o tema sobre o aniversário de Várzea Grande, fazendo um resgate da história, da cultura, da gastronomia e de tudo que diz respeito à cidade. “Os professores foram orientados pela direção e coordenação pedagógica a incentivar a leitura e buscar materiais que mostrassem a história do município, evidenciando a importância da música, da dança, da gastronomia, e o resultado final desses trabalhos e de todo esse envolvimento puderam ser mostrados nas culminâncias, como está ocorrendo aqui hoje”.

Leia mais:  Centro João Ribeiro realiza visita domiciliar de acolhimento aos alunos inclusos

A diretora da escola, Daluza Benedita de Arruda, explica que o tema foi trabalhado com os alunos em produções de textos, poesias, acrósticos e desenhos.  “O objetivo do projeto é resgatar a identidade de Várzea Grande, valorizando a nossa cultura, a nossa culinária, ou seja, as coisas tradicionais do município”.

A diretora lembrou que a escola Júlio Corrêa foi inaugurada há 23 anos, no mesmo dia do aniversário de Várzea Grande, e nada poderia ser mais especial do que fazer uma homenagem à cidade. “É muito gratificante ter a presença da primeira-dama aqui na nossa escola nesse dia. Ela veio engrandecer ainda mais o que o nosso prefeito está fazendo pela nossa cidade, que é valorizar a nossa educação, nossa cultura, esporte e lazer”.

A primeira-dama elogiou o trabalho da escola e destacou a importância de trabalhar o tema com os alunos desde cedo para que conheçam a cultura local e ela nunca seja apagada. “Parabenizo o secretário Silvio Fidelis por ter esse olhar para a cultura do município. É muito importante que as crianças e os adolescentes cresçam conhecendo e valorizando o nosso artesanato, a nossa comida, as nossas festas tradicionais, porque um povo sem cultura é um povo sem história. Fico muito feliz em perceber que desde cedo a educação municipal está valorizando todos os aspectos da cultura várzea-grandense”.

Leia mais:  Lucimar autoriza obras de nova Estação de Tratamento de Água no Grande Cristo Rei

Kika Dorilêo destacou ainda que se sente feliz em ver que, mesmo nesse período de pandemia, a escola não parou e que os professores e o município se fizeram presentes na vida dos alunos. “Todos esses trabalhos demonstram que vocês foram vitoriosos e conseguiram, mesmo nesse período difícil, continuar exercendo a função de vocês que é a de educar”, ressaltou.

“Hoje, vejo aqui nessa escola, em cada detalhe e em cada trabalho aqui exposto e apresentado, que vocês fizeram isso com muito esmero e conseguiram fazer, efetivamente, com que a educação municipal não parasse e que os alunos do município continuassem sendo atendidos”, destacou a primeira-dama. 

Continue lendo

Mais Lidas da Semana