conecte-se conosco

Política MT

“Não conseguirão nos calar” afirma Taques sobre decisão do TRE

Publicado

O governador Pedro Taques (PSDB) usou suas redes sociais para se manifestar sobre a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), determinando retirada de quatro vídeos da sua página no Facebook, por serem classificados como de cunho eleitoral.

pedro taques

 Governador segue dialogando com eleitores nas redes

A ação proposta pelo Partido da República (PR), alega que Taques retirou as publicações institucionais do site do Governo, produzidas às custas do erário, mas divulgou o conteúdo em rede social disponíveis para o público acessar.

O governador rebateu afirmando que os adversários não conseguirão calar sua voz.

“Eles não conseguirão nos calar. Ao invés de se preocuparem em criar e manter canais de diálogo e participação, a exemplo do que eu faço ininterruptamente desde que virei político no ano de 2010, pré-candidatos ao Governo do Estado trabalham para me calar. Mas, repito: eles não conseguirão”, diz trecho da publicação.

O tucano admite, na publicação, um grande número de visualizações em um dos vídeos, mas alega que isso é fruto do trabalho feito durante toda a gestão usando as mídias para propagar informações e melhorar o trabalho.

Leia mais:  CCJR aprova derrubada de veto e projeto que autoriza redução de jornada vai ao Plenário

“Estão corretos ao citar que tenho 2,9 mil visualizações em uma única postagem no Face e que minha página tem mais de 160 mil curtidas. Mas não mencionam que, se hoje sou o político com mais seguidores em Mato Grosso, é porque utilizo as redes sociais como uma ferramenta de trabalho, de inclusão e aprimoramento das nossas ações”, informa a postagem.

Nessa linha, Taques aproveitou para cutucar os adversários, sem citar nomes, uma vez que começaram a usar ou retornaram para as redes sociais recentemente.

“Acredito que a atividade política se faz todos os dias e assim eu me comporto na internet. Não apaguei meu perfil ou abandonei meus seguidores logo depois da eleição. Dou a minha cara a tapa todos os dias, abordando os bons e os momentos delicados, sempre com transparência”, divulgou.

 

Fonte: Hiper Notícias – DANNA BELLE

publicidade

Política MT

TVAL fará entrevistas com candidatos ao Senado e ao governo de MT

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A TV Assembleia, canal 30.1, dá início, nesta terça-feira (16), às gravações de entrevistas com os candidatos ao Senado e ao governo de Mato Grosso. Todos os candidatos registrados para concorrer aos cargos foram convidados a participar, sendo sete ao Senado e quatro ao governo. 

As entrevistas serão conduzidas pelos jornalistas da TVAL Cláudio Oliveira e Narbal Guerreiro e integrarão a grade especial do programa Entrevista Coletiva. Cada uma terá duração de 30 minutos e será feita sem intervalos e sem edição (irá ao ar na íntegra). 

A todos os candidatos será apresentado um total de 13 perguntas, sendo elas iguais para concorrentes ao mesmo cargo. A contagem de tempo de cada entrevista será feita de forma regressiva e os candidatos terão, em média, dois minutos e quinze segundos para responder uma pergunta.

“As perguntas para os candidatos ao Senado e ao governo serão diferentes, levando em consideração a natureza e perfil de cada cargo, no entanto todos que concorrem ao mesmo cargo responderão exatamente aos mesmos questionamentos. As perguntas seguirão um roteiro pré-estabelecido e terão como foco os principais temas de interesse do eleitorado, como saúde, segurança e educação”, explica Cláudio Oliveira.

Leia mais:  Wilson Santos dá aula de História de Mato Grosso para candidatos ao concurso da Sejusp

As entrevistas serão veiculadas na TVAL no período de 26 de agosto a 29 de setembro – respeitando a legislação eleitoral -, em seis horários diários de segunda a sexta-feira (6h30, 12h30, 17h, 19h50, 21h e 22h) e em sete horários distintos aos finais de semana, que serão preenchidos em forma de “carrossel de revezamento”.

“Dessa forma, cada candidato terá, no mínimo, 20 inserções até o dia da eleição”, frisa Oliveira.

Conforme o apresentador, a emissora decidiu ouvir todos os postulantes aos cargos – e não somente os candidatos mais bem colocados nas pesquisas – para proporcionar aos eleitores a oportunidade de conhecê-los, bem como as propostas que defendem.

“A preocupação da TVAL é o interesse público. Queremos que as pessoas conheçam quem está concorrendo aos cargos e, por isso, resolvemos ouvir todos. Assim, elas terão informações suficientes para comparar os candidatos e tomar suas decisões”, destaca.

Caso algum candidato não compareça à entrevista, os horários de veiculação serão divididos com aqueles que participarem.

Leia mais:  Projeto institui o Programa Bem-Estar Animal para tratamento de leishmaniose em MT

Fonte: ALMT

Continue lendo

Mais Lidas da Semana